quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Nestas eleições, não vote em bunda-mole.

Me incomoda muito o jeito bunda-mole de governar, lançado no RS pelo ex-governador Rigotto e seguido hoje pelo prefeito de Porto Alegre, Fogaça. Para evitar queimar suas imagens, e contando com o apoio do grande grupo de comunicação do Estado – a RBS, estes políticos adotaram a postura chapa-branca durante sua gestão. Fugiram de polêmicas, não criaram projetos que gerem grandes mudanças, não peitaram ninguém e, é claro, não ganharam (quase) nenhuma capa de jornal. Independentemente de ideologias, prefiro Yedas (fazendo empréstimos bilionários, cortando custos ao extremo) e Lulas (criando estatais do petróleo e dando bolsas-família-escola-e-o-diabo) do que esses bunda-moles de merda.


Nota:
Sei que é polêmico entrar no campo político, mas evitar polêmica é coisa de bunda-mole.

2 comentários:

Alberto Ourique disse...

Só pra complementar: anular voto também é coisa de bunda-mole.

edudewes disse...

Se votar em bunda-mole é coisa de bunda-mole e votar nulo também é coisa de bunda-mole,convenhamos, não nos sobra muita coisa né?